• .

  • EB de Cruz

  • EB de Escudeiros

  • EB de Garapôa

  • EB de Guisande

  • JI de Lamas

  • Biblioteca

  • Pavilhão

Copyright 2021 - AECeleirós

eTwinning - projetos

O Agrupamento de Escolas de Celeirós participa, ou já participou, nos seguintes projetos eTwinning:

Christmas cards exchange
Distância e Proximidade: as novas fronteiras da Escola / E@D
Eat healthy, be healthy!
HELLO EKO LİFE / MERHABA EKO YAŞAM

Historical Places Build Relations
Em 28 de janeiro de 2020, o professor Jorge Cidade (Agrupamento de Escolas de Celeirós) em conjunto com a professora  Bettina Benesch  (Goethe-Gymnasium, Gaggenau Germany) fundaram o projeto 'Historical Places Build Relations'
Atualmente, estão envolvidos em diferentes atividades, 16 professores e 134 alunos de 6 escolas da Alemanha, Espanha, Itália e Portugal. 
A plataforma eTwinning TwinSpace, continua a ser o principal ponto de interação do projeto KA 229 "Historical Places Build Relations", que se iniciou em setembro de 2020.

One step recycling one step STEM
Preschool Children Technology Addiction and Alternate Solutions
Radio Science - Impossible Interviews
RED FISH GOES FROM THE LAKE / KIRMIZI BALIK GÖLDEN ÇIKIYOR
Sitting Still Like a Frog: Mindfulness Exercises for Kids -Bir kurbağa gibi sakin ve dikkatli
Slow cities movement (cittaslow) for a sustainable future!
Vertical Garden

KA229 - Historical Places Build Relations

-  KA229 - School Exchange Partnerships 

  Historical Places Build Relations 

 "O projeto 'Historical Places Build Relations - Lugares históricos constroem relações' pretende desenvolver relações entre estudantes europeus de diferentes culturas e origens. O crescimento da discriminação e do racismo em toda a Europa, mesmo na geração mais jovem, esteve na génese do nosso projeto, que pretende fortalecer as relações de diferentes culturas numa idade precoce, focando-se na nossa história e raízes comuns, com o objetivo de desenvolver uma mudança de atitude, com enfoque no racismo e na discriminação. Esperamos fomentar a consciência nos nossos alunos sobre as “nossas semelhanças" enquanto eles fazem pesquisas para os diferentes projetos, e, ao mesmo tempo, despertar a consciência para a "alteridade", como um grande valor que deve ser apreciado.

O projeto terá início com um vídeo de introdução (primeira apresentação da escola / cidade / região) para que todos os parceiros conheçam os seus congéneres e a região europeia de onde são Vamos incluir eventos culturais e regionais típicos. Teremos na plataforma eTwinning , uma ferramenta comum para estabelecer um contato constante e troca de ideias. É, também, objetivo, desenvolver um projeto denominado 'Notícias do mês', no qual os alunos devem escolher um tema político e explicar o seu contexto e relevância no seu próprio país e as suas consequências para a União Europeia. Nos intercâmbios os alunos terão oportunidade de se conhecer cada vez melhor. A longo prazo, os resultados pretendidos com o projeto são:

- realização de um concurso de logotipos (os alunos planeiam e realizam um concurso em toda a escola) para encontrar um logo comum e trazer o projeto Erasmus para a vida escolar e da comunidade local (convite da imprensa);

- criação de uma página inicial do projeto. Os alunos terão suporte externo de especialistas, para a configuração e manutenção. Será tarefa de todos os grupos de alunos participantes mantê-la atualizada;

- realização de visitas regulares aos parceiros, trabalhando nos seguintes projetos comuns:

- criação de um jogo de tabuleiro 'europeu' (por exemplo, memória com fotos de locais históricos de todas as escolas participantes).

- criação de uma t-shirt do projeto;

- desenvolvimento de pesquisas (públicas e privadas) regularmente, para verificar o nível de disseminação da ideia do projeto, na comunidade escolar e na comunidade local.

- escrever um livro de receitas, depois de os alunos conhecerem a cultura dos outros parceiros, com um título do tipo: ' A Nossa mesa comum'. Essas receitas terão sido testadas intensamente no nosso 'Festival de Mesa Europeia' nas visitas aos parceiros.

- descoberta das línguas europeias, das suas raízes comuns e o seu papel dentro da UE;

 - elaboração de um questionário (por exemplo, semântica histórica) planeado e conduzido pelos alunos, nas escolas e cidades de origem;

- disseminação, a longo prazo, nos nossos alunos, de atitudes como a tolerância, a aceitação, a abertura e a compreensão."

f t g m
Este sítio pode recorrer à utilização de Cookies durante a navegação. Ao navegar pelo sítio está a concordar com a utilização de cookies.