• BEM-VINDO

  • EB de Cruz

  • EB de Escudeiros

  • EB de Figueiredo

  • EB de Garapôa

  • EB de Guisande

  • JI de Lamas

  • Pavilhão

Copyright 2020 - AECeleirós


O funcionamento dos clubes encontra-se suspenso durante o ano letivo de 2020/2021




Clube de Artes

Está em funcionamento na nossa escola um Clube de Artes, aberto a todos os alunos da escola que nele queiram participar, assim como, a toda a comunidade escolar interessada. Todos sabemos que as Artes são fundamentais no desenvolvimento da expressão pessoal, social e cultural do aluno, revelando assim uma grande importância no seu crescimento enquanto “ser social”.

O Clube de Artes tem como principais objetivos: estimular a criatividade, desenvolver o sentido crítico, o sentido estético, a imaginação, emoção, sensibilidade e reflexão. Permite também desenvolver as aptidões técnicas e manuais, bem como, desenvolver a apetência pela ocupação dos tempos livres de forma construtiva.

No Clube de Artes os alunos poderão “dar asas à imaginação”, num ambiente que se pretende descontraído, sendo que, os projetos a serem desenvolvidos incidirão sobre várias temáticas, várias técnicas e matérias.

Saúde: apoio à comunidade

Para toda a Comunidade Educativa

Alguma ajuda ligada à saúde.

A enfermeira estará disponível.

     

 3ªs e 6ªs feiras das 14h às 16h na EB2,3 e das 18h às 19.30h no serviço, através do telemóvel 925090513. 

     

Confirmar a presença por favor

Projeto Promoção e Educação Para a Saúde (PES)

O Projeto

A Saúde é um conceito fundamental, um recurso quotidiano que implica “um estado completo de bem-estar físico, social e mental e não apenas a ausência de doença ou enfermidade” (OMS, 1993). Dentro desta perspetiva, a Educação para a Saúde deve ter como finalidade a preservação da saúde individual e coletiva.
Em contexto escolar, educar para a saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde, isto é, ao bem-estar físico, social e mental. A ausência de informação incapacita e/ou dificulta a tomada de decisão. Daí, a importância da abordagem da Educação para a Saúde em Meio Escolar que é fomentada e apoiada pela Lei n.º 60/2009 de 6 de Agosto e Portaria n.º 196-A/2010 de 9 de Abril, nas quais este projeto se baseia.
Este projeto pretende promover a Educação para a Saúde, nas suas diferentes vertentes, prevenindo a doença e promovendo hábitos de vida saudável, através de um conjunto de ações de sensibilização, informação e prevenção, dotando a Comunidade Educativa de um conjunto alargado de conhecimentos, atitudes e valores promotores da saúde.

Finalidades do Projeto

- Informar e consciencializar cada pessoa acerca da sua própria saúde no sentido de permitir a aquisição de competências que a habilitem para uma progressiva autorresponsabilização;
- Desenvolver a consciência cívica de toda a comunidade como elemento fundamental no processo de formação de cidadãos responsáveis, ativos e intervenientes;
- Fomentar o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos desejamos e devemos promover;
- Contribuir para uma tomada de consciência da responsabilidade individual ao nível da saúde como bem comum;
- Sensibilizar os diversos agentes da comunidade educativa para a necessidade da Educação para a Saúde e da Educação para a Sexualidade, fomentando a sua adesão e envolvimento neste projeto;
- Fomentar hábitos de vida saudável;
- Estimular o apreço pelo seu próprio corpo e pela conquista da saúde individual;
- Promover uma cultura de respeito e responsabilidade no campo da sexualidade;
- Promover a relação Escola–Família, Escola–Centro de Saúde e/ou outras instituições/recursos comunitários;
- Desenvolver vertentes de pesquisa e intervenção, promovendo a articulação dos diferentes conhecimentos disciplinares e não disciplinares.

 

Áreas temáticas

Alimentação saudável

Saúde oral

Consumos psicoativos

Violência

Cidadania

Sexualidade e Educação sexual

Segurança na Internet

Inclusão escolar

Prevenção da obesidade

Projeto de vida

Atividade física

 

Programas em desenvolvimento

PRESSE (Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar)

PASSE (Programa de Alimentação Saudável em Saúde Escolar)

PELT (Programa Escolas Livres de Tabaco)

 
GIAA

O GIAA é o Gabinete de Informação e Apoio ao Aluno. Este gabinete tem como principais objetivos prestar apoio e informação aos alunos, pais e encarregados de educação e docentes no âmbito da educação para a saúde, da promoção de atitudes, comportamentos e valores para uma vida saudável e do encaminhamento de casos de doença e distúrbios na saúde para as unidades de saúde competentes.


Parcerias

Equipa de Saúde Escolar da Unidade de Cuidados da Comunidade (UCC) da Colina

Serviço de Psicologia e Orientação

Serviço Social   

Guarda Nacional Republicana

ETAE – Equipa Técnica de Articulação Educativa

Sexualidade em Linha - Linha do Professor

A Linha do Professor surge no contexto da inclusão da Educação Sexual na Escola e da necessidade de dar continuidade e/ou reforçar o trabalho já desenvolvido neste âmbito, por instituições e projetos cujos contributos se têm revelado determinantes para a promoção da saúde sexual e reprodutiva nas suas dimensões física, comportamental e afetiva. Avaliando as necessidades específicas dos profissionais de educação nesta área, a Sexualidade em Linha dispõe desde Abril de 2014, da Linha do Professor, linha de atendimento/aconselhamento técnico direcionada a todo o pessoal docente e outros agentes educativos que desejem trabalhar as questões ligadas à sexualidade.  
 
Objetivos:
Esclarecer e informar a comunidade educativa sobre a regulamentação e aplicação da lei sobre Educação Sexual nas escolas; 
Esclarecer, informar e orientar a comunidade educativa face ao desenvolvimento e aplicação do seu projeto no âmbito da Educação Sexual;
Informar e apoiar a comunidade educativa no esclarecimento de dúvidas e/ou questões junto dos/as jovens e na sinalização de eventuais situações com estes/as.
 
A Linha do Professor disponibiliza:
Consultoria face à aplicação dos projetos de educação sexual no contexto escolar;
Apoio técnico sobre educação sexual;
Informação sobre os recursos técnicos existentes e seu acesso;
Orientação para uma atuação profissional adequada face às questões dos/as jovens sobre sexualidade;
Encaminhamento para serviços no âmbito da Saúde Sexual e Reprodutiva, de acordo com a área geográfica;
Orientação no encaminhamento de casos sinalizados.
LINHA DO PROFESSOR

Sexualidade em Linha

A Sexualidade em Linha* é um serviço de informação/aconselhamento telefónico e resposta a Email sobre saúde sexual e reprodutiva destinado a jovens, mas que constitui também um recurso para a população em geral.  
A informação e aconselhamento disponibilizados cumprem critérios científicos rigorosos, com respeito pela opção religiosa, ética e moral de quem contacta, estando garantido o direito ao anonimato e confidencialidade.
Sempre que necessário, é feito encaminhamento para espaços de atendimento a jovens, consultas de planeamento familiar/ginecologia, consultas de psicologia, entre outras, em função da área de residência dos/as jovens.
A Sexualidade em Linha é um serviço eficaz para os/as jovens, promove escolhas livres e informadas, aumenta e consolida a aquisição de comportamentos sexuais seguros, saudáveis e responsáveis.  
Ao contribuir para a resposta a necessidades não resolvidas em Saúde Sexual e Reprodutiva, numa óptica de prevenção e promoção da saúde, a Sexualidade em Linha é um recurso que a comunidade educativa pode disponibilizar aos/às jovens, em situações que requerem o esclarecimento, orientação e encaminhamento nesta área.
Temas:
Relações interpessoais | Relações de namoro;
Questões sobre desenvolvimento / crescimento;
Ciclo menstrual;
Relacionamento sexual;
Métodos contracetivos;
Infeções sexualmente transmissíveis;
Orientação sexual | Questões de género;
Bullying | Violência no namoro | Violência sexual;

 
* Este serviço nasceu a 1 de Junho de 1998, de um protocolo celebrado entre o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), e a Associação para o Planeamento da Família (APF). Lei n.º 3/84 de 24 de Março relativa à Educação Sexual e ao Planeamento Familiar e Portaria n.º 370/98, de 19 de Março que atribui ao então Instituto Português da Juventude a competência de instituir uma linha telefónica para informação aos jovens nas áreas da Educação Sexual e Planeamento Familiar.


SEXUALIDADE EM LINHA

Eco-Escolas

ecoescolas1


Eco-escolas 2020/21

Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade.
O programa é coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola. Esta coordenação multinível permite a confluência para objetivos, metodologias e critérios comuns que respeitam a especificidade de cada escola relativamente aos seus alunos e caraterísticas do meio envolvente.

Para além do apoio das pessoas e Instituições da Comissão Nacional, o Eco-Escolas conta ainda com a parceria de vários municípios e apoios específicos de mecenas para algumas das suas atividades. Fornece ainda metodologia, formações, materiais pedagógicos, apoios e enquadramento ao trabalho desenvolvido pela escola.

Para Receber a Bandeira Verde:

A escola tem de demonstrar ter seguido a metodologia dos 7 passos:

  1. Conselho Eco-Escolas,
  2. Auditoria Ambiental,
  3. Plano de Ação,
  4. Trabalho Curricular,
  5. Monitorização e Avaliação,
  6. Envolvimento da Comunidade
  7. Eco-Código.
  • Concretizar pelo menos 2/3 do seu plano de ação;
  • Realizar atividades no âmbito dos temas-base (água, resíduos e energia) e de pelo menos um dos temas do ano (2020-21: ar e espaços exteriores).

O plano de acção é desenhado por cada escola e deverá tomar em conta a Agenda de prioridades de acção/intervenção decidida pelo Conselho Eco-Escolas. Em paralelo as escolas são desafiadas a participar em diversos sub-projectos que procuram (in)formar e aprofundar e premiar o trabalho no âmbito de temáticas específicas.

O Agrupamento fez a sua primeira inscrição no projeto em 2002 e todos os anos foi Galardoado
com a Bandeira Verde (https://ecoescolas.abae.pt/escola/escola-eb-23-de-celeiros/).

 Obteve até hoje vários prémios nas Brigadas Verdes ( percurso pedonal na freguesia de Celeirós, contentores da água pluvial), Brigadas da Floresta, Eco-trilho.


Apresentação do CLUBE – Desporto Escolar (DE)

O Desporto Escolar do Agrupamento de escolas de Celeirós divide-se em três partes: 1 – Atividade Externa; 2 – Atividade Interna e 3 – Outras atividades.

Na atividade externa desenvolvemos cinco grupos/equipas com competições externas e treinando semanalmente (3x50’/modalidade), a saber: Voleibol Infantil Feminino, orientado pelo professor Rui Silva, às terças-feiras e sextas-feiras (final do dia); Voleibol Infantil Masculino, orientado pela professora Margarida Castro, às terças-feiras e quintas-feiras (final do dia); Voleibol Iniciados Masculino, às terças-feiras e quintas-feiras (final do dia), orientado pelo professor Francisco Fernandes; Desporto Adaptado, terças-feiras de manhã e quintas-feiras (final do dia), orientado pelo professor Álvaro Barbosa e 2 grupos de BTT, orientados pelo professor Miguel Soares, às terças-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras, sempre ao final do dia.

Na atividade interna desenvolvemos o Ténis de Mesa (1 x 50’). Esta atividade é desenvolvida pelo professor Rui Silva de EF para os alunos que gostem desta modalidade possam praticar e aprender mais sobre a mesma. (não competem fora da escola).

Outras atividades organizadas ainda pelo Desporto Escolar são os corta mato (nível escola, para os nossos alunos) e o corta mato distrital (organizado pelo CAE de Braga para os alunos apurados de todas as escolas do Concelho).





O coordenador do Desporto Escolar: Rui Silva

Subcategorias

f t g m
Este sítio pode recorrer à utilização de Cookies durante a navegação. Ao navegar pelo sítio está a concordar com a utilização de cookies.